Popular Posts

domingo, 15 de abril de 2012

Direitos Televisivos

Foi no começo de Fevereiro, na sua ida à RTP quando o Benfica navegava isolado no campeonato nacional, que o Presidente Vieira foi fazer a entrevista que hoje todos recordamos.


A tese que sempre que o homem fala, o Benfica descamba, cada vez mais vai tomando corpo.

Recordamos por motivos bons e outros péssimos essa entrevista. Os péssimos, já vocês sabem quais são. Enunciá-los novamente, já se torna um incomodo.

Falar dos bons, do tal afastamento anunciado da "ditadura económica de Joaquim Oliveira", ou dos valores melhorados pelos quais seria dito o sim, é aquilo que nos vai deixando intrigados.

A decisão seria tomada até finais de Fevereiro, dizia ele. Depois disso, veio o comunicado a dizer que o Benfica tinha recusado os 22 milhões ano.

Imediatamente, apareceram duas correntes que defendiam visões diferentes:

  • Uma que dizia que o acordo já estaria assinado e seria apresentado numa altura "em alta". Que o comunicado era um bluff, o valor seria na ordem dos 25M€, e que o anúncio seria feito depois, para dar aquele ar de "negociador implacável" a Vieira e que o vergar de Joaquim Oliveira seria mais uma vitória apoteótica do nosso Presidente.

  • Outra que dizia que não iria haver acordo. A situação económica do Joaquim Oliveira não é famosa (dizem), há quem diga que ele não pode mesmo subir mais a parada (há mesmo quem diga que ele quer vender a Sporttv), e sendo assim, se passaria para a hipótese BenficaTV como plataforma para transmissão dos jogos.

Entretanto os tempos mudaram, houve aquela agitação toda com os clubes pequenos e a Liga, deixámos de liderar o campeonato, não passámos às meias-finais da Liga dos Campeões, e ganhámos como era previsível, a taça da liga ao Gil Vicente.

A definição estratégica do que se vai passar em relação ao que será o futuro dos direitos televisivos, anda a marinar e não há maneira de sair cá para fora.

É verdade que o Benfica, está a fazer um luto carpido pela perda quase assumida do Campeonato. Tal é a tristeza, que o gesto simbólico que foi meter a taça da Liga na bagageira do autocarro, quase como que escondendo-a, ao contrário da celebérrima conferência de imprensa do João Gabriel com ela em cima da mesa, mostra como a estrutura do Benfica, enclausurou-se deprimida após o regabofe e a basófia que reinava no começo de Fevereiro.

Mas já passou Fevereiro, Março e em breve estamos em final de Abril.

Entretanto a Maternidade Alfredo da Costa está para fechar, e o trabalho de parto do negócio dos direitos televisivos, continua supostamente difícil, e não há maneira de vermos o rebento aparecer para ser apresentado aos Benfiquistas e ...anti-Benfiquistas que aguardam ansiosamente.

Sendo assim fica a pergunta Presidente Vieira, quando é que lhe rebentam as águas?









2 comentários:

Os elefantes são uma catrefada de meses... quem sabe, mas era no fim de Fevereiro a decisão não era????

A promessa de Vieira será a recusa da solução Olivedesportos para os direitos televisivos. Até Novembro, portanto não haverá novidades.

Publicar um comentário