Popular Posts

sexta-feira, 22 de abril de 2011

DNA do Benfica é vencer.

Hoje temos uma batalha, uma final anunciada e que esteve relegada para 3º plano até 4ªfeira passada. Agora tornou-se primordial.

Depois da conquista do campeonato no Estádio da Luz pelo FCP, algo que parecia, mais tarde ou mais cedo inevitável, aconteceu. Foi doloroso e com atitudes de prepotência que se entendem, quando não se sabe perder.

Normalmente entendo tudo, até consigo entender o apagão, na cabeça de certas pessoas.

Depois da derrota, campeão encontrado, começou o Benfica a sua gestão do plantel, com vista às conquistas "moralmente reservadas". Derrotas aconteceram com uma equipa do Benfica formada por segundos planos, também se venceu o Beira-mar ... e fresquinhos estavam os titulares para o embate que se seguia.

Estive lá, e confiava nesse fator, que somado ao 2-0 e ao facto dos portistas terem jogado no fim-de-semana anterior contra um Sporting (atenção que para o próximo ano entram na luta!) e com todos os seus titulares, pendia a nosso favor a ida ao Jamor.

Noventa e oito por cento do Estádio da Luz, sentia que sim!

Perdeu-se de forma a envergonhar as bancadas da Luz, a nossa história e apagando a nossa auto-estima, criou-se um vazio nas nossas fundadas esperanças para um final de época brilhante.

Perdeu-se o acesso à final da Taça de Portugal, e por hipótese, perdeu-se o acesso à próxima Supertaça de Portugal que irá ser disputada pelo FCP e Guimarães. Duas derrotas numa só noite, dois títulos que a falta "de qualquer coisa" nos fez perder.

Ontem falou o Senhor Presidente em mensagem pré-gravada, com quantos "takes" não sei ... planos às mãos cruzadas, carregado duma teatralidade que se compreende na tentativa de unificar as tropas.
Não disse o "ou comigo ou semmigo", mas é camaleónica a capacidade Luís Filipe Vieira, numa época, passar duas mensagens diametralmente opostas mas com o mesmo destinatário. Os adeptos.

"Não acompanhem e apoiem ... acompanhem e não os abandonem!"

"Não abandonem", dizia ele, como se de abandono dos adeptos se tivesse construido a história do Sport Lisboa e Benfica.

Eu entendo a sua postura, convém lembrar que ao contrário dos sócios e adeptos do Sport Lisboa e Benfica, eu vi imagens e declarações, onde Luís Filipe Vieira na altura do Deco, gozou ao lado de Pinto da Costa junto aos balneários das Antas, com o Benfica. E como não tenho duas caras, nunca esquecerei tal atitude.

Não conheço um só Benfiquista que o tivesse feito, um só, mas adiante ...

Vem este sábado o jogo da final da Taça da Liga, vem e passa para primeiro plano, por poder tornar-se no 1º troféu conquistado esta época.
Convém ganhar, convém fazê-lo para devolver no final, em vez da euforia (ao jeito do Quique e Rui Costa) uma vénia de respeito para com a vergonha que todos, desde os Dirigentes aos Técnicos e Jogadores, fizeram passar esta época os adeptos do Benfica.

Nunca na nossa história fomos tão enxovalhados pelos nossos rivais e logo numa época onde Luís Filipe Vieira prometeu assombrar aquém e além fronteiras.

Ganhem, e ganhem também a alma para enfrentar de seguida e "sem descansos" o Braga, motivado pela possibilidade de fazer história, imbuídos pela possibilidade de passarem o Benfica, por este "parecer" estar de rastos psicologicamente e porque tem nos seus quadros, um treinador que tem a matriz do FCP, ou seja, jogar contra nós e querer ganhar, foi vacina que tomou faz tempo.

Ganhem se conseguirem ao Braga e vão à final da Liga Europa.

Nós acreditamos em vocês, mas para lá irem, vão e revejam antes, as finais disputadas pelo Benfica do século passado, quando enfrentou sem ser conhecido, colossos cheios de estrelas, e que, num ato de transcendência, vencendo gravou o nosso nome na história do futebol Mundial.

Sejam contra quem for, entrem em todos os jogos respeitando o nosso manto sagrado, assim como nós, seja em que condições for, vos apoiaremos tentado perpetuar o legado de "Bravos, Lutadores e Vencedores" que um dia entrou no nosso DNA Benfiquista.


Abraço do Papoila Calmante

P.S. A competição desportiva foi criada na antiguidade, como forma de manter aptos os guerreiros em tempo de paz. Sem o Espírito guerreiro, ninguém vence. Sem suor, esforço e transcendência, nunca se atingem os objetivos.

3 comentários:

Grande post.

Acredito nos nossos jogadores. Na Nossa história. Rumo à vitória.

Já que falas nessas imagens do Vieira nas Antas, interessante mesmo, seria...vê-las, pois com certeza imensos benfiquistas como eu estão a ouvir falar nisso pela primeira vez, e como deves calcular(não desconfiando de ti)é algo difícil de acreditar.
Saudações benfiquistas

VOTE NO GLORIOSO PARA VENCEDOR DA LIGA EUROPA EM:

http://www.montemor-evora-arraiolos.blogspot.com/

OBRIGADO

Enviar um comentário