Popular Posts

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Zoro em entrevista

Zoro deu uma entrevista a um órgão de comunicação social francês. Fica aqui a tradução da entrevista publicada. Em várias passagens percebemos bem porque é que volta e meia há problemas no balneário, porque é que é difícil despachar excedentários, que o Benfica tem uma política desportiva no mínimo questionável, e que os insucessos desportivos e financeiros não são obra do acaso. Vale a pena ler...

Três anos depois de chegar à Luz, Zoro vive tempos difíceis. Nos próximos dias deve desvincular-se do Benfica.

O que é feito de ti desde que chegaste ao Benfica?
Desde que assinei pelo Benfica, só tive problemas. Não me deram tempo de jogo. É um clube onde há muita política. Este ano tinha vindo de um empréstimo ao Setúbal, onde fiz uma boa época. Actualmente, o meu empresário está em contacto com o presidente a tentar encontrar uma solução.

Porque é que tu nunca jogas?
O Benfica compra muitos jogadores todos os anos. Compram sem pensarem no que deve ser a organização numa equipa. Existe um número absurdo de jogadores no Benfica. É triste. Já não penso em ficar.

Arrependes-te de assinar pelo Benfica?
Arrependo-me imenso da minha escolha, assumo. O Benfica é um grande clube. Na altura, o Rui Costa entrou em contacto comigo para me convencer a ir. Ele sabia que ia herdar o cargo de director desportivo. Era um grande jogador e foi isso que me influenciou. Tive o azar de me lesionar logo quando cheguei, e não joguei mais. É um problema político. O director desportivo que me contratou, José Veiga, foi-se embora e depois tudo mudou. Quando penso que o FC Porto estava interessado em mim... Arrependo-me de não ter ido para lá... sofri muito. Não quero mais viver esta situação.

Porque é que não se tentou encontrar uma solução no Verão passado?
O Benfica não tem contactos com clubes para emprestar os jogadores de que não precisa. Eles compram os jogadores, e depois deitam-nos fora. Não querem saber dos que não jogam. Nenhum jogador está integrado. Podia ter ido para a Grécia. O meu empresário tinha encontrado um clube interessado, mas no fim de contas foi por água abaixo, não sei porquê...

Como vês o teu futuro?
A minha prioridade é abandonar o Benfica. Recebi algumas propostas, mas a minha prioridade é ir para França. Já quando estava em Itália pensava nisso, mas entretanto apareceu o Benfica. Era um clube ambicioso, que ia jogar a liga dos Campeões. Admito que tenho uma simpatia pelo Paris Saint Germain ou pelo Olympique de Marseille, mas também gosto muito de um clube como o Auxerre. O Kalou e o Akalé jogaram lá, e ouvi falar muito bem do clube.

A selecção da Costa do Marfim, continua a ser um objectivo?
O Mundial foi um momento muito frustrante. O Benfica fez-me perder muito: a CAN, o Campeonato do Mundo... Agradeço a Rui Costa, o director desportivo, e ao presidente Vieira. Mas, uma vez mais, assumo que foi a minha escolha. Deve-se sobretudo a mim mesmo.

3 comentários:

Tocou em pontos fundamentais. Vai cair mal a muita gente esta entevista.

Que engraçado: Eu li a entrevista e ia jurar que tinha um paragrafo onde ele agradecia ao Rui Costa e o Vieira... devo ter feito confusão ou então o autor do post de tanto censurar o 'antro' censurou também esse bocado da entrevista.

Mais um bocado e ainda vais para director da Bola,Train

FROM: LAMPI

Publicar um comentário