Popular Posts

domingo, 22 de julho de 2012

Chama Gloriosa Chalkboard: As boas indicações de Melgarejo

PATRICIA DE MELO MOREIRA/AFP/GettyImages

Ainda sem o tão ansiado reforço para a lateral esquerda, o Benfica tem ido a jogo com Luisinho e Melgarejo, com o paraguaio, através da sua velocidade e pendor ofensivo, a deixar boas indicações na adaptação a uma função mais defensiva. Os elogios, na generalidade, têm tido como alvo as características mais atacantes do jogo do - pelo menos por agora - jovem defesa lateral, mas o que me leva a escrever este texto é, precisamente, um lance ocorrido no outro lado do campo.

O lance, num primeiro olhar, parece tão típico como qualquer outro. O Marselha desenvolvia mais um ataque pela zona central e um passe interceptado por Bruno César acabaria por surpreender Melgarejo e originar uma situação de descontrolo colectivo perante a jogada. Podíamos discutir se o ajustamento posicional do jovem paraguaio é ou não ajustado, mas é a reacção do jogador a uma situação imprevista, o comportamento (correcto) de adaptação ao caos provocado pela não linearidade do jogo, que torna o lance digno de destaque.


Melgarejo, traído pelo desvio de Bruno César quando procurava a antecipação, perde o controlo do adversário e obriga Garay a fazer contenção no corredor lateral, ficando o espaço do central desocupado. O que surpreende, pelo menos a mim, é o entendimento completo da linha de prioridades do lance por parte de um jovem sem cultura de defesa (embora provavelmente já preparado por Jesus) e que, numa situação de descontrolo, reage da melhor forma num exemplo perfeito de coordenação colectiva. Melgarejo reagiu e entendeu o comportamento de Garay, recuperando posição para ocupar o espaço deixado em aberto pelo desposicionamento do argentino, garantindo não só a cobertura ao colega, como a protecção da sua baliza através do completar da linha defensiva com o quarto elemento.

De facto, o cruzamento apenas é interceptado por Luisão de forma incompleta e não fosse o bom comportamento defensivo do jovem paraguaio o lance teria tido, certamente, outras consequências (se Melgarejo tem optado por pressionar o portador da bola e criar superioridade na lateral, como seria talvez de esperar, o alívio incompleto de Luisão teria, com grande probabilidade, sobrado para um jogador da equipa francesa finalizar em excelente posição).

Numa fase tão inicial é ainda prematuro tirar grandes conclusões sobre o sucesso de mais uma adaptação de Jesus a lateral esquerdo, mas o desempenho do ex-avançado do Paços de Ferreira nestes primeiros jogos de pré-época tem de ser catalogado, no mínimo, como interessante.


5 comentários:

O miudo revela ser uma pessoa inteligente! Quem sabe? Ele é rapidissimo...

Saudades de ler estes teus posts Phant, grande regresso.
O Melga está sem dúvida a surpreender todos pela rapidez com que assimila processos duma posição que nunca foi a sua. Espero que ao 1º mau jogo, não o queimem e se perca a oportunidade de ter um excelente lateral.

sou de Paços de Ferreira e a minha opinião eh que se esta a matar um grande avançado... o melga tem tudo para ser um excelente extremo/avançado, eh rápido, finaliza muito bem, tem bom jogo de cabeça, técnica apurada e e mt trabalhador. eh um crime coloca lo a lateral apenas devido a uma carência de plantel. silvarini

Acho que só lhe falta mais rotina na posição e atenção as costas devido as entradas dos adversários. Ele é muito forte nas antecipações e no jogo aéreo.

Não sei se vai continuar como lateral, mas até um extremo deve saber defender bem.

Eu concordo que ele é um bom jogador e que até poderá vir a dar um bom lateral, mas vê-se que ele é um extremo nato: rápido, tem técnica, sabe finalizar e sabe não ser egoísta.

Convenhamos, o Cardozo tb daria um bom central se mudasse o seu jogo: bom jogo de cabeça, é forte, alto e até dava jeito em livres. Mas não seria um desperdício igualmente grande como estar a adaptar o Melgarejo?

Prefiro ter um excelente extremo do que um "bom" lateral. Além do mais, estamos há anos para encontrar laterais. Mesmo qd tínhamos o Coentrão (q teria dado um extremo tão bom como é hoje lateral) não tínhamos alternativas para a esquerda e muito menos para o Maxi. Tanto dinheiro e não se investe porquê?

Enfim, pode ser que a aposta no Cancela seja o prenúncio de uma política de aposta na formação (q tarda em chegar, embora seja mais uma das promessas).

Publicar um comentário